Este blog acaba de nascer de uma conversa íntima entre dois amigos, com gostos e ideias bastante similares em relação à vida e ao sexo.

15
Mai 09

 

Gosto mesmo de foder. Ultimamente tenho fodido muito, e se é que isso é possível, tenho até fodido demais. Tenho fodido o casamento, a amizade e até me fodo a mim própria. Fodo com amigos e trago para a minha vida pessoas que pretendo foder, de uma forma ou de outra.

Mas uma mulher é sempre uma mulher, e uma mulher complica sempre as fodas. E essa mulher tem concerteza um " melhor amigo " a quem propõe um almoço, daqueles amigos e almoços sem intenções de foder. Eu tenho um amigo desses e ontem almoçámos.

 

Eu: - " Só me apetece chorar ".

Ele: - " Eu sei ".

 

( silêncio e olhos na mesa )

 

Ele: - " Mas não chores porque se choras eu também choro ".

 

E eu sei que se não fosse a minha capacidade de auto-controlo, que infelizmente deixa de existir em determinadas situações, o almoço se teria transformado num encontro de carpideiras. Curiosamente isso deixa-me feliz. Amigos destes não se encontram por aí aos pontapés.

 

Afloram-se-me três soluções para o meu caso:

 

1ª solução - Fazer as malas e partir para um sítio tão remoto que nem a publicidade não endereçada lá chega.

 

2ª solução - Parar de foder esta merda toda e voltar aos bons velhos tempos, o que significa dar uma primeira oportunidade ao meu casamento. Sim, porque nunca lhe dei nenhuma.

 

3ª solução - Foder de vez o casamento e sentar-me à espera que algum homem me pegue. Como só a boa fama é efémera, a continuar assim, suspeito que o único tipo de homem que me vai pegar é um filho da puta que me vai foder e fazer infeliz forever after.

 

Até que me decida, e como já me deixei de acreditar em merdas como o amor, resta-me esperar que tanta foda acabe num brutal orgasmo.

 

publicado por L. às 10:55
sinto-me:
tags:

15
Mar 09

 

Começo a não ter dúvidas de que sexo pode tornar-se um vício. Quanto mais e melhor se fode mais apetece foder.

Há fases em que vivo em excitação constante. As cuecas sempre húmidas e o meu tesouro em contracções involuntárias de minuto a minuto. Chega a ser incómodo, especialmente se não estiver num local onde me possa aliviar por algum tempo.

Ontem foi uma noite memorável e achei que aqui por baixo andaria tudo mais calmo. Puro engano. Precisava de me sentar num bloco de gelo.

E depois entro aqui e vejo que os comentários aos nossos posts somam o bonito número de 69. É para provocar ou não?!

 

publicado por L. às 10:22

Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Conversas Recentes

Foder

Possuída

subscrever feeds
"Deves querer comer-me não"
pesquisar
 
blogs SAPO