Este blog acaba de nascer de uma conversa íntima entre dois amigos, com gostos e ideias bastante similares em relação à vida e ao sexo.

02
Jan 10

Afinal o meu amor não era eterno. Era um amor banal que encontrei escrito em excertos, em centenas de blogs, transcritos por centenas de pessoas que acham que amaram demais.

 

Acabaram as noites a imaginar se serias capaz de abraçar ternamente, as noites em que te imaginava a dizer " eu também te amo ". Um dia revelaste-te um homem que me desejava e nada mais do que isso. Não eras o homem que queria ao meu lado, só um homem, apenas um homem.

 

Também a mim me serviu como uma luva um excerto. Talvez um livro inteiro, que hei-de ler. Um daqueles livros de uma autora que ninguém gosta mas conseguiu banalmente traduzir em palavras o tal amor banal de milhares de pessoas.

 

Finalmente chegou o dia em que te esqueci.

 

" Amar sem esperar reciprocidade é uma doença silenciosa e traiçoeira como o cancro;quando damos por isso,o mal causado já se espalhou de tal forma que não é possível escapar.Eu escapei.Escapei ao fim de...longos anos de calvário auto-infligido...tu foste a minha última miragem,o derradeiro de todos os cavaleiros andantes,porventura o mais belo,construido pela minha paixão obstinada em perseguir um ideal,e seguramente o mais fraco quando,por fim,te consegui ver sem ser em cima do cavalo....Estes e outros raciocínios do mesmo tipo denotam uma índole insegura e profundamente egoísta.Nunca sabes o que queres e vives tão perdido nas tuas dúvidas que nem sequer consegues perceber o mal que podes inflingir aos outros.Faltam-te generosidade e empatia,bem como aquela qualidade tão rara quanto digna a que os ingleses chamam kindness....Só Deus sabe o caminho que percorri e quantas vezes tropecei para chegar até aqui.A tua natureza fugidia e arisca não é a tua primeira natureza,antes uma reacção à realidade que te confrontaste.Nunca te habituaste a dar.
Quis tanto que tu me amasses...não se pode querer isso dos outros,é uma violência para eles e para nós própios.Uma violência e um disparate.Tu foste a minha grande aposta e a minha maior decepção. "


Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Conversas Recentes

" O Dia Em Que Te Esqueci...

"Deves querer comer-me não"
pesquisar
 
blogs SAPO